Zelo Saúde: Paciente e familiares relatam experiências utilizando a plataforma

Mais de um ano após o fim do estudo experimental da versão Beta, a enfermeira pesquisadora do Zelo Saúde, Amanda Frota, voltou à residência do pescador Antônio José Ferreira, no bairro Precabura, Eusébio. O pescador utilizou a versão experimental da plataforma e ao lado de sua filha, Daniele Silva, contou sobre como a aplicação móvel foi capaz de auxiliar no cuidado após ter sido acometido por um Acidente Vascular Cerebrale o diferencial que a utilização da tecnologia fez nesse período.

Conforme relato do pescador Antônio Ferreira e familiares, o Zelo foi fundamental no período posterior ao da ocorrência do AVC, situação que o deixou com dificuldade visual, problemas de mobilidade e abalos na saúde mental. “Nós chegamos aqui e o senhor estava abalado com todas as mudanças que àquela situação de saúde estava ocasionando, porque sendo pescador, não estava podendo ir ao rio e a família estava girando em torno disso”, comentou Amanda Frota sobre o primeiro contato da equipe do Zelo Saúde com o caso de Antônio.

Seu Antônio falou sobre desafios os quais teve enfrentar e ressaltou como o Zelo foi importante no processo de recuperação. “Eu sinto que fui acolhido pela Fiocruz, em poucos meses a minha vida já mudou. Existem momentos na vida em que a dor psicológica dói tanto quanto a dor física. Essa é uma das piores dores que tem, então o tratamento que me deram foi super importante na minha vida, eu agradeço demais”, afirmou.

A pesquisadora ressaltou que o objetivo do Zelo é auxiliar e tornar o cuidado com o idoso uma prática mais ágil e segura “A ideia do Zelo é realmente poder dar mais agilidade a esse cuidado, dar mais segurança à família, contendo nessa solução tecnológica todas as informações de saúde da pessoa idosa, os medicamentos diários, os horários dos cuidados necessários e uma infinidade de utilidades”, enfatizou.

A filha do seu Antônio, Daniele Silva, compartilhou a experiência do uso do Zelo Saúde em casa, e o quanto a tecnologia ajudou os familiares a lidarem com um recém deficiente visual e locomotor, visto que da mesma maneira que é difícil para o paciente se adaptar a esses cuidados, também é para a família que desconhece a rotina de um idoso dependente. “Quando começamos a usar o Zelo, coincidentemente, minha mãe quis trocar os móveis de lugar e eu logo alertei: mãe eu vi aqui no Zelo que não pode mudar, porque ele já sabe onde está o sofá, a geladeira, a mesa. E assim nós fomos obedecendo o que orientavam, porque são dicas importantes e se a gente tem um paciente em casa, a gente precisa aprender a lidar com aquele paciente”, finalizou Daniele, que também apresentou o aplicativo durante uma visita à Unidade de Pronto Atendimento, quando o médico acessou o histórico de saúde do seu Antônio.

Pesquisas Zelo

O Estudo Experimental da Plataforma Zelo Saúde iniciou em outubro de 2020 e foi concluído na segunda quinzena de dezembro do mesmo ano. Nesse período, foram realizadas pesquisas de campo por meio de visitas a famílias com pessoas idosas, nos municípios de Fortaleza e Eusébio com o propósito de colher sugestões e testar as funcionalidades da plataforma.

Ao todo foram visitadas quarenta famílias, sendo dez no município do Eusébio e trinta em Fortaleza. A equipe do multiprofissional do Zelo chegou até essas famílias por meio do Programa de Atendimento Domiciliar (PAD) da Secretaria de Saúde do município do Eusébio. As visitas ocorreram de forma presencial e remota, sempre feitas em duplas de pesquisadores com variadas especialidades.

Ao longo do estudo experimental, as visitas também foram destinadas à aplicação do questionário de pós-uso, com foco na usabilidade e na satisfação dos usuários participantes dessa fase da pesquisa.

Mais sobre o Zelo Saúde

O Projeto Zelo foi desenvolvido por pesquisadores do Laboratório de Redes Inteligentes e Integradas de Saúde – LARIISA Saúde Digital, que integra pesquisadores da Fiocruz Ceará; Universidade Federal do Ceará; Instituto Federal do Ceará, campus Fortaleza, Aracati e Acaraú; Grupo de Redes de Computadores, Engenharia de Software e Sistemas (GREat), e a startup cearense AVICENA, que desenvolve tecnologias inteligentes de gestão em saúde.

Financiado pelo Programa INOVA FIOCRUZ, da Vice-presidência de Produção de Inovação da Fiocruz, o desenvolvimento tecnológico da Plataforma Zelo Saúde teve início em 2019, e é voltado à gestão do cuidado em saúde da população idosa dependente, por meio do uso de ferramentas tecnológicas que apoiem profissionais de saúde, cuidadores e familiares.

A Plataforma Zelo Saúde funciona por meio de três aplicações, sendo duas mobiles para smartphones Android e IOS (Zelo Profissional de Saúde e Zelo Cuidador/Familiar) e uma aplicação WEB (Zelo Gestor). O objetivo é sistematizar um conjunto de informações que permitem a comunicação e integração entre médicos e/ou enfermeiros assistentes e cuidadores/familiares de pessoas idosas dependentes, possibilitando a melhoria do cuidado.

Por: Liz Siqueira